sábado, 11 de junho de 2016

Deprecation warning

Já tem quase 4 anos que não faço um post neste blog. Agora decidi voltar a escrever alguma coisa de vez em quando, porém, de forma diferente.

Um dos objetivos de voltar a escrever é refinar minha escrita na língua inglesa. Sendo assim, os posts agora serão em inglês. Além disso, é muito provável que os posts não sejam apenas relacionados à desenvolvimento de software, mas também sobre qualquer coisa que me dê vontade de escrever.

Este blog será mantido no endereço https://hugomaiavieira.blogspot.com e o novo em http://www.hugomaiavieira.com.

[]'s

domingo, 26 de agosto de 2012

Instalando o Gimp 2.8 no Linux Mint 13 e no Ubuntu 12.04

O Gimp 2.8 está com uma série de novas funcionalidades e melhorias, destacando-se o modo de janela única.

Por enquanto nem o Ubuntu, nem o Linux Mint atualizaram suas versões do Gimp, mas existe esse ppa que resolve isso =)

MUITO IMPORTANTE: Este ppa é apenas para o Ubuntu 12.04 (Precise Pangolin) e Linux Mint 13 (Maya). Se tentar utilizá-lo em outras versões, pode, e é quase certo que vai, ter problemas de compatibilidade de pacotes.

Para instalar (ou atualizar) o Gimp 2.8, abra o terminal e execute os comandos:

sudo add-apt-repository ppa:otto-kesselgulasch/gimpsudo
sudo apt-get update
sudo apt-get install gimp

O modo janela única não vem ativado por padrão. Para ativá-lo, vá em Janela > Modo de janela única.

[]'s

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Problema com o Guardião Itaú no Ubuntu Linux

Se você utiliza o Itaú Bankline deve ter se deparado com um problema na últimas semanas: instalar o bendito Guardião!

Fiz uma reclamação através do Twitter do Itaú, que logo me respondeu informando que registraram a reclamação e em até 5 dias entrariam em contato. Realmente eles entraram em contato, e o atendente, muito atencioso por sinal, me informou que eu teria que instalar a versão mais nova do java 1.6, que no caso é a 1.6 update 31.

Bem, instalei a versão mais nova do java da Oracle e consegui instalar o danado do Guardião! Testei no Firefox e no Google Chrome.

Então, como instalo no Ubuntu?


Abra o terminal e execute os comandos:

echo "deb http://www.duinsoft.nl/pkg debs all" > /tmp/duinsoft.list
sudo mv /tmp/duinsoft.list /etc/apt/sources.list.d

sudo apt-key adv --keyserver keys.gnupg.net --recv-keys 5CB26B26
sudo apt-get update

sudo apt-get install update-sun-jre

Você será informado que o pacote update-sun-jre não pode ser autenticado e se você quer instalá-lo mesmo assim. Você responde que sim, claro! =)

Ao final da instalação, basta fechar e abrir novamente seu navegador, acessar o Bankline do Itaú e você poderá instalar o Guardião!

Espero ter ajudado =)

Referência: http://www.duinsoft.nl/packages.php?t=en

[]'s


sábado, 13 de novembro de 2010

Compartilhar 3G com reteador wireless e Ubuntu

Sou assinante de uma internet 3G. No entanto, tenho que dividir minha internet com meu pai. Eu tenho um notebook com Ubuntu e ele um com Windows e por isso queremos mobilidade dentro de casa. Dessa forma o ideal seria comprar um roteador com entrada usb, mas não quis gastar grana =)
Assim, a primeira coisa que pensei foi ligar o modem 3G em meu computador e usar minha placa wireless para criar uma rede Ad-Hoc. Contudo não estava conseguindo fazer funcionar, estava ficando puto, e resolvi partir para outra abordagem.

Obs.: Depois que resolvi o problema achei esse link que acredito que irá funcionar, mas como estava tudo funcionando fiquei com preguiça de testar =P

Como já tinha um roteador comum, resolvi usá-lo em conjunto com meu notebook para criar a rede e compartilhar a internet.
Nesse esquema, quando não estou usando a internet, meu pai se conecta direto com o modem no note dele. Quando estou usando, ligo o modem no meu note, ligo o note com o cabo no roteador e meu pai conecta no roteador via wireless.

Como fazer isso então?


Configurações do roteador


Obs.: No meu caso com firmware AProuter 6.1

Configure a placa de rede do Ubuntu dessa forma:


IP: 192.168.2.10
    Máscara de rede: 255.255.255.0
    Geteway: 0.0.0.0

Com o roteador ligado o conecte pela porta LAN1 ao Ubuntu.

No navegador entre no endereço 192.168.2.1

Vá no link Assistente e preencha de acordo com o descrito abaixo:
  • Primeira tela (Modo de Operação): Selecione Geteway
  • Segunda tela (Configuração da Interface LAN):
  • Endereço IP: 192.168.2.1
        Subnet Mask: 255.255.255.0
    
  • Terceira tela (Configuração da Interface WAN):
  • Tipo de Acesso WAN: IP Estático
        Endereço IP: 172.1.1.1
        Subnet Mask: 255.255.255.0
        Gateway Padrão: 172.1.1.254
        DNS: 8.8.8.8
    
  • Quarta tela (Wireless Configuração Básica):
  • Banda: 2.4 GHz (B+G)
        Modo: AP
        SSID: ESCOLHA_O_SEU
        Canal: 11
    
  • Quarta tela (Wireless Configuração de Segurança):
  • Obs.: WEP é a mais fraca. Configure como quiser.
    Criptografia: WEP
        Tamanho da Chave: 64-bit
        Formato da Chave: Hex (10 characters)
        Chave Tx Padrão: Chave 1
        Chave 1: SENHA_DE_10_CARACTERES_HEXADECIMAIS_A_SUA_ESCOLHA
    
  • Vá em Gerenciamento > Senha e coloque um usuário e senha para acesso a essa interface de administração do roteador.

Configurações do Ubuntu


Agora mude o IP da placa de rede do Ubuntu para 172.1.1.254.

O ip forward deve estar ativado, ou seja, o conteúdo do arquivo /proc/sys/net/ipv4/ip_forward deve ser 1. Para isso, abra o terminal e digite:

$ sudo su -
# echo '1' > /proc/sys/net/ipv4/ip_forward

Em seguida adicione a regra de roteamento no iptables:

$ sudo iptables -A POSTROUTING -t nat -s 172.1.1.254/24 -o ppp0 -j MASQUERADE
Pronto. Agora seu Ubuntu vai estar acessando a internet 3G, bem como qualquer dispositivo que tenha interface wireless.

Como os comandos anteriores devem ser executados toda vez que o computador reiniciar, adicione as linhas abaixo no arquivo /etc/rc.local acima da linha exit 0:

# Compartilhar internet 3G.
iptables -A POSTROUTING -t nat -s 172.1.1.254/24 -o ppp0 -j MASQUERADE
echo '1' > /proc/sys/net/ipv4/ip_forward

Agora, toda vez que iniciar o computador, o comando será executado automaticamente.

Esse post foi mais para eu lembrar caso precise refazer isso, mas quem sabe pode ajudar alguém? =)

[ ]'s

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Highlighting de código no seu site

Estava fazendo o CSS do blog e lembrei de uma coisa que já estava querendo fazer e nunca lembrava: colocar um highlighting de código.

Pesquisei e vi que o mais utilizado pela galera é o Syntax Highlighter. Comecei a utilizar ele, porém uma característica dele não me agradou: Ele só pode ser utilizado com a tag <pre>. O problema da tag <pre> é que quando seu código contém uma linha grande, dependendo do seu layout, ele simplesmente não mostra a linha inteira (o Google Chrome adiciona uma barra horizontal de rolagem, mas mesmo assim fica aparecendo um ícone ? no meio do código) ou mostra a linha passando por cima do que estiver na reta. Por isso eu gosto de usar a tag <code>, o que o Syntax Highlighter não permite. Dessa forma fui buscar outra ferramenta e achei o google-code-prettify.

O google-code-prettify além de me permitir usar a tag <code>, me permite customizar o estilo facilmente via CSS (coisa que o Syntax Highlighter não permite). Olha como é simples usar o google-code-prettify:

Passo 1: Adicione esse código na sua página, entre as tags <head> e </head>:

<link href="http://google-code-prettify.googlecode.com/svn/trunk/src/prettify.css" type="text/css" rel="stylesheet" />
<script type="text/javascript" src="http://google-code-prettify.googlecode.com/svn/trunk/src/prettify.js"></script>

Passo 2: Adicione na tag <body> um onload='prettyPrint()', ficando assim:

...
<body onload='prettyPrint()'>
...

Pronto! Agora quando você quiser fazer o highlighting de algum código é só colocar a classe prettyprint na tag <code>, dessa forma:

<code class="prettyprint">
Seu código entra aqui
</code>

Só isso?!?! Não preciso falar qual é a linguagem do meu código não?! Não! O google-code-prettify descobre qual é a linguagem e faz o highlighting! =)
Mas se você quiser, pode indicar qual é a linguagem adicionando a classe lang-x onde x é a sigla da linguagem. Você pode ver quais linguagens ele faz o highlighting no README do projeto.

Quer colocar o número das linhas? Simples: adicione a também a classe linenums. Ainda assim não está aparecendo? Isso acontece porque por padrão o google-code-prettify coloca o número da linha apenas para múltiplos de cinco (5, 10, 15, ...). Para colocar o número da linha em todas as linhas, basta adicionar isso no seu CSS:

code ol li {
list-style: decimal !important;
}

Dica para que usa o Blogger/Blogspot: Para usar no seu blog, basta adicionar tudo da mesma forma como foi descrito. Lembrando que os passos 1 e 2 devem ser feitos no seu layout, que pode ser editado indo na aba Design e depois em Editar HTML.

Dica para que usa o Gedit: Como esse post tinha alguns códigos em HTML para fazer o highlighting e como para isso tem que escapar as tags HTML substituindo os caracteres < e > pelas suas respectivas sequencias especiais em HTML, adicionei ao Batraquio o snippet Scape HTML tags. Com ele você seleciona um código, aperta Ctrl+Shift+H e ele substitui tudo para você. Assim, você pode escrever seu código normalmente, e quando for fazer o highlighting, usa o snippet =)

Lembrando que diferentemente da tag <pre> com tag <code> você precisa adicionar uma tag <br /> ao final de cada linha (no Blogger isso é feito automaticamente).

Lembrando também que você pode usar a tag <pre> se preferir.

É isso ai! Se quiser mudar o estilo, é só adicionar um CSS com uma borda, uma cor de fundo e o que mais achar que fica legal.

Referências:
[ ]'s